Um blog destinado à luta contra a instauração de uma nova ditadura no Brasil







segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

PT, o partido da Iniquidade

MENTIROSOS!

Encontrei na internet, procurando no Google por "escândalos do governo Lula", várias listas de escândalos atribuídos direta ou indiretamente ao molusco.  Como não sou um desses funcionários cumpanheiros que recebem dinheiro público para ficar o dia inteiro na internet, não tive tempo de pesquisar um por um para ter uma ideia mais aprofundada do problema. Entretanto, o fato de que eu precisaria de um bocado de tempo analisando a quantidade enorme de escândalos já é significativo. O PT chegou ao poder prometendo uma nova cultura política, quebrando com as antigas práticas de corrupção, roubalheira, fisiologismo, desonestidade, desvios etc...

Infelizmente, o PT protagonizou a maior farsa política e desencadeou a maior decepção na história recente do Brasil. Não que todos os que acreditaram na palavra dos farsantes não tiveram sua parcela de culpa juntos com os que insistem no erro até hoje. Poucos eram aqueles realmente conhecedores da índole da canalha que está hoje no poder. Triste também é o fato de que milhões dos nossos concidadãos ainda não atingiram o nível intelectual para entender a realidade dessa gente e o efeito nefasto que suas politicas terão no longo termo e muitos estão simplesmente moralmente falidos mesmo por causa do marxismo cultural que nos infligem há uns 20 ou 30 anos.
O resultado é que hoje em dia o escândalos se sucedem de tal maneira que nem a oposição, que ainda não aprendeu a ser oposição, consegue esboçar uma reação. Todos estamos atordoados. E é isso mesmo o que eles querem, o caminho livre, um cheque em branco. E eles nos tornaram reféns de suas manipulações eleitorais que se apoiam nessa mesma corrupção, fisiologismo, e sobretudo na inocência e ignorância de milhões de pessoas que ainda não tiveram acesso à educação, e se depender dessa gente, nunca terão.

Por causa do estrago do PT, a nossa democracia deverá ser reconstruída do zero. Que o Senhor os repreenda.


Uma das listas da internet dos escandalos dos governos do PT.
*
Caso Pinheiro Landim
* Caso Celso Daniel
* Caso Toninho do PT
* Escândalo dos Grampos Contra Políticos da Bahia
* Escândalo do Propinoduto (também conhecido como Caso Rodrigo Silveirinha)
* CPI do Banestado
* Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MST
* Escândalo da Suposta Ligação do PT com a FARC
* Escândalo dos Gastos Públicos dos Ministros
* Irregularidades do Fome Zero
* Escândalo do DNIT (envolvendo os ministros Anderson Adauto e Sérgio Pimentel)
* Escândalo do Ministério do Trabalho
* Licitação Para a Compra de Gêneros Básicos
* Caso Agnelo Queiroz (O ministro recebeu diárias do COB para os Jogos Panamericanos)
* Escândalo do Ministério dos Esportes (Uso da estrutura do ministério para organizar a festa de aniversário do ministro Agnelo Queizoz)
* Operação Anaconda
* Escândalo dos Gafanhotos (ou Máfia dos Gafanhotos)
* Caso José Eduardo Dutra
* Escândalo dos Frangos (em Roraima)
* Várias Aberturas de Licitações da Presidência da República Para a Compra de Artigos de Luxo
* Escândalo da Norospar (Associação Beneficente de Saúde do Noroeste do Paraná)
* Expulsão dos Políticos do PT
* Escândalo dos Bingos (Primeira grave crise política do governo Lula) (ou Caso Waldomiro Diniz)
* Lei de Responsabilidade Fiscal (Recuos do governo federal da LRF)
* Escândalo da ONG Ágora
* Escândalo dos Corpos (Licitação do Governo Federal para a compra de 750 copos de cristal para vinho, champagne, licor e whisky)
* Caso Henrique Meirelles
* Caso Luiz Augusto Candiota (Diretor de Política Monetária do BC, é acusado de movimentar as contas no exterior e demitido por não explicar a movimentação)
* Caso Cássio Caseb
* Caso Kroll
* Conselho Federal de Jornalismo
* Escândalo das Fotos de Herzog
* Uso dos Ministros dos Assessores em Campanha Eleitoral de 2004
* Abuso de Medidas Provisórias no Governo Lula entre 2003 e 2004 (mais de 300)
* Escândalo dos Correios (Segunda grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Maurício Marinho)
* Escândalo do IRB
* Escândalo da Novadata
* Escândalo da Usina de Itaipu
* Escândalo das Furnas
* Escândalo do Mensalão (Terceira grave crise política do governo. Também conhecido como Mensalão)
* Escândalo do Leão & Leão (República de Ribeirão Preto ou Máfia do Lixo ou Caso Leão & Leão)
* Escândalo da Secom
* Esquema de Corrupção no Diretório Nacional do PT
* Escândalo do Valerioduto
* Escândalo do Brasil Telecom (também conhecido como Escândalo do Portugal Telecom ou Escândalo da Itália Telecom)
* Escândalo da CPEM
* Escândalo da SEBRAE (ou Caso Paulo Okamotto)
* Caso Marka/FonteCindam
* Escândalo dos Dólares na Cueca
* Escândalo do Banco Santos
* Escândalo Daniel Dantas - Grupo Opportunity (ou Caso Daniel Dantas)
* Escândalo da Interbrazil
* Caso Toninho da Barcelona
* Escândalo da Gamecorp-Telemar (ou Caso Lulinha)
* Caso dos Dólares de Cuba
* Doação de Terninhos da Marísia da Silva (esposa do presidente Lula)
* Escândalo da Quebra do Sigilo Bancário do Caseiro Francenildo (Quarta grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Francenildo Santos Costa)
* Escândalo das Cartilhas do PT
* Escândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados)
* Escândalo do Proer
* Escândalo dos Fundos de Pensão
* Escândalo dos Grampos na Abin
* Escândalo do Foro de São Paulo
* Esquema do Plano Safra Legal (Máfia dos Cupins)
* Escândalo do Mensalinho
* Escândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados)
* Escândalo do Proer
* Escândalo dos Fundos de Pensão
* Escândalo dos Grampos na Abin
* Escândalo do Foro de São Paulo
* Esquema do Plano Safra Legal (Máfia dos Cupins)
* Escândalo do Mensalinho
* Escândalo das Vendas de Madeira da Amazônia (ou Escândalo Ministério do Meio Ambiente).
* Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo Lula
* Crise da Varig
* Escândalo das Sanguessugas (Quinta grave crise política do governo Lula. Inicialmente conhecida como Operação Sanguessuga e Escândalo das Ambulâncias)
* Escândalo dos Gastos de Combustíveis dos Deputados
* CPI da Imigração Ilegal
* CPI do Tráfico de Armas
* Escândalo da Suposta Ligação do PT com o PCC
* Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MLST
* Operação Confraria
* Operação Dominó
* Operação Saúva
* Escândalo do Vazamento de Informações da Operação Mão-de-Obra
* Escândalo dos Funcionários Federais Empregados que não Trabalhavam
* Escândalo dos Grampos no TSE
* Escândalo do Dossiê (Sexta grave crise política do governo Lula)
* ONG Unitrabalho
* Escândalo dos Fiscais do IBAMA do Rio de Janeiro
* Escândalo da Renascer em Cristo
* Crise no Setor Aéreo Brasileiro
1

domingo, 30 de janeiro de 2011

Mais uma do jornalismo chapa branca da Folha.com

JORNALISTAS CHAPA BRANCA DO LULO PETISMO, ELES ESTÃO POR TODA PARTE!

A reportagem reproduzida abaixo demonstra a paciência, a tolerância e a subserviência que grande parte da mídia exerce em relação ao lulo-petismo.  Basicamente, o artigo faz uma apologia adiantada pelo não cumprimento pela Dilma de suas promessas eleitorais.  E quando se refere à herança maldita deixada pelo Lula, o jornalista escolhe as palavras mais fofinhas e diplomáticas, que é para não comprometer ninguém. É o jornalismo engajado pelo petismo que abandona seus leitores. "Administração anterior" uma ova! Atrasos deixados pelo governo Lula, isso sim! Ah, Dilma não sabia durante a campanha, dois meses atrás, do estado das finanças do governo, por isso fez promessas que não poderá cumprir, inocentemente. Isso porque ela era ministra da casa civil, o epicentro da administração federal. Tenha paciência!

Não queremos saber de desculpas! Dilma, cumpra com suas promessas ou peça desculpas ao povo, admita sua desonestidade e caia fora!

Olha o controle social da mídia aí gente! Não foi nem preciso oficializá-lo.

Essa folha de São Paulo, que jornaleco! Até a chamada é desonesta. Ela deveria ser assim:

ATRASOS E CORTES QUE A DILMA SABIA QUE TINHAM QUE SER FEITOS EXPÕE PROMESSAS ELEITORAIS MENTIROSAS QUE A DILMA FEZ PARA ENGANAR O POVO PARA SE ELEGER.


Mas a versão chapa branca ficou assim:

 Atrasos e cortes ameaçam promessas eleitorais de Dilma

Folha de São Paulo

Atrasos herdados da administração anterior e a necessidade de cortar investimentos para equilibrar as contas do governo ameaçam algumas das principais promessas da campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff, informa reportagem de Gustavo Patu publicada na Folha deste domingo.
Manter em dia o cronograma de realizações anunciadas para todo o mandato significa construir, só neste ano, 3.288 quadras esportivas em escolas, 1.695 creches, 723 postos de policiamento comunitário, 2.174 Unidades Básicas de Saúde e 125 Unidades de Pronto Atendimento, além de centenas de milhares de moradias subsidiadas para a população de baixa renda.
As metas constam do planejamento oficial que embasou a elaboração do Orçamento deste ano --até hoje não sancionado pelo Planalto, o que reduz a virtualmente zero a possibilidade de liberar dinheiro público para novos projetos.
Fora os compromissos de apelo popular mais imediato, há ainda R$ 7 bilhões destinados a novas obras em rodovias, ferrovias, portos, irrigação e saneamento, igualmente incluídas na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, batizada de PAC 2.
Completar um mês sem iniciar investimentos é usual para um começo de administração, mesmo no caso de um governo de continuidade. A equipe econômica, porém, já prepara o terreno para uma demora maior.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Correndo atrás do nada


O PT tirou a paixão da política

A impressão geral que o PT no poder está passando atualmente é de exaustão. Faz pensar num maratonista que ao chegar à reta final, decide começar uma nova corrida de qualquer jeito.
Assim foi a eleição da Dilma. Após oito anos no poder, ao invés de entrarem na oposição e se renovarem, o PT e o Lulismo, viciados no poder, decidiram queimar suas últimas calorias numa nova corrida para a qual não estavam preparados para enfrentar.

A euforia lulista deu lugar à melancolia dilmista.  As coisas acontecem e nada acontece. Temos uma presidente cujo trabalho consiste basicamente em defender a imagem do predecessor e manter a maquina de dinheiro do partido funcionando, enquanto o criador da monstruosidade fica aparecendo aqui e acolá, tentando se manter em evidência. É triste, patético, merecíamos mais do que isso.

Lula tentará se manter afastado à distância apenas o suficiente para que o sentimento de melancolia não o contamine, para daqui a quatro anos, voltar, prometendo trazer a velha euforia de volta e rezando para que as pessoas o perdoem pela Dilma ou, mais provavelmente, que esqueçam que foi ele o responsável pela sua eleição.  Quatro anos é uma eternidade na politica e para a memória dos brasileiros.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Algo de interessante e necessário

NOVA ESPERANÇA DEMOCRÁTICA?

Encontrei na seção de comentários do Estadão online, alguém que está convocando os cidadãos que se sentem órfãos de um partido político deveras participativo. Cliquei no link e comecei a ler. Trata-se de um partido em formação. O que me chamou a atenção é que, segundo o que consta no site deles, o novo partido rejeitará a noção que deverá haver a figura de "dono do partido".  Recomendo uma visita ao site deles:  http://partidopim.com.br/home.php

Infelizmente, pelo o que já pesquisei em matéria de partidos políticos, em relação aos grandes temas, como a escolha dos candidatos, formação do estatuto partidário e outras questões fundamentais; não existe um único partido no Brasil onde o verdadeiro poder esteja nas mãos de suas assembleias. As assembleias dos condomínios neste país têm mais poder que as assembleias dos partidos!

Talvez esteja aparecendo uma oportunidade para a criação de tal partido, realmente democrático, que nos permita tomarmos as rédeas do nosso destino político.

Vou aprofundar minha pesquisa sobre esse partido em formação e postar os resultados neste blog. Por enquanto estou gostando do que estou vendo por lá.

A SEGUIR: O MANIFESTO DO PARTIDO
http://partidopim.com.br/manifesto.php

MANIFESTO
Partido de Integração municipalista
Reunindo brasileiros e brasileiras, unidos pela mesma opinião, mesmos interesses e ações políticas, através deste partido busca uma maior unificação social, coordenando as atividades de vários setores da sociedade com o intuito do funcionamento harmonioso entre os poderes constituídos, descentralizando a administração pública em favor do município para melhor atender a população.
Todos nos, apitos e no direito e dever de cidadão munícipe, no gozo da democracia onde todo o poder e mana do povo, para o povo. Abrimos a porta de entrada a todos aqueles que, em sua plena representabilidade desejam participar na construção ou reforma das políticas ate então vigente neste país.
Queremos preservar os valores democráticos, consagrados na Constituição da Republica de 1988, e no direito de constituir o PIM, Partido de Integração Municipalista, observando a lei de numero 9096, 19 de setembro de 1995, Donde dispõem sobre os partidos políticos, regulamentada nos artigos 17 e 14, § 3º, inciso V da constituição federal.
Conclamamos aos brasileiros e brasileiras, isento de impedimento no exercício de sua cidadania, domiciliados nos municípios brasileiro, dotado de iniciativa e coragem, para esta nobre atividade de serem membros fundadores do PIM, sendo esta o começo da construção e reforma deste gigante país, fazer dele o sonhado pais do futuro.
A nos cabe o dever, a obrigação de dar o melhor de si, ter orgulho de participar, para de que futuro próximo não envergonhamos nossos filhos e pais, e elevar o Brasil ao um país antônimo e prospero.
A porta do futuro se abriu, entrem e vamos construir esta nação, e orgulha-se de se brasileiro.


Partido político em formação

Movimento iniciado em São Paulo capital, idealizado por várias pessoas com o mesmo ideal, na vontade de participar do cenário político brasileiro, tomou-se a decisão de fundar o partido.

No cenário atual existem vários partidos políticos, dos maiores ao menor, os maiores já estão tomados por militantes, onde o novo integrante e visto com ressalvas, e os partidos pequenos (nanico) são partidos na grande maioria administrado pelo presidente do partido (dono do partido), sendo este fechado não havendo interesse em novos membros. Nosso partido, aberto à nova ideologia com o principio básico da participação em todos os municípios brasileiros, totalizados em 5.565 municípios, formado pela maioria dos dirigentes sem antecedentes de ocupação política. Assim sendo, convidamos você dotado de iniciativa e coragem,, para a fundação deste partido que em breve se tornara o maior partido político do Brasil, com diretórios em todo território nacional

 

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Satanás, o rei da mentira, vai passar o Carnaval em Floripa! Que Deus o afaste de nos!

FANTASIA "SOLDADO DE SATANÁS" MISTURANDO SAMBA E SANGUE! Que Deus o afaste de nos!

Uma vergonha! Uma aberração! Perfídia! Abjeto! Os adjetivos e substantivos me fazem falta para expressar o crime contra liberdade e decência que uma escola de samba está cometendo em Florianópolis, linda capital de Santa Catarina. A União da Ilha da Magia, escola de Samba da Lagoa da Conceição, um das áreas mais caras da Ilha, prestará homenagem à ditadura castrista neste carnaval.

Essa é a prova cabal da grande mentira segundo a qual a revolução socialista se origina no povo e eventualmente coloca o povo no poder. Trata-se na verdade de uma grande manipulação do povo que acaba tirando qualquer poder desse mesmo povo, transferindo-o para um grupelho de canalhas, embromadores, mentirosos que só querem uma coisa : O PODER TOTAL. E qual é o objetivo de querer o poder total? A resposta é : para terem a liberdade de fazerem o que quiserem conosco : executar, aprisionar, torturar, estuprar, roubar, e sobre tudo,escravizar. Esses são os elementos de todas as revoluções marxistas no curso da História da humanidade.

Deus nos deu a internet para que possamos ter acesso a todas essas informações. Em Cuba, a internet é para poucos e super controlada. E Júlio Maestri e Vinicius da Imperatriz ousam inserir no samba enredo do demônio que em Cuba existe liberdade!

Não nos deixemos enganar! Essa escola de samba e esses carnavalescos não estão aqui para nos divertir, muito antes pelo contrário, estão aqui para recrutar soldados para a revolução maligna e ditatorial deles.

Leiam também em coturno noturno : http://coturnonoturno.blogspot.com/2011/01/floripa-nao-e-cuba.html/

E em Reinaldo Azevedo : http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/escola-de-samba-faz-seu-bundalele-exaltando-virtudes-da-tirania-cubana/

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Separação de poderes já !

Exigimos que os deputados e senadores parem de beijar a mão do executivo e que comecem a nos representar já! Nós não vos elegemos para ficarem uns coçando as costas dos outros. Oposição, sejam oposição! Tenham um pouco de dignidade! Que negócio é esse? Trata-se da corte de Luis XIV ?


O Congresso Nacional é um poder independente, subordinado unicamente à Constituição. Hoje parece mais com a bolsa de valores de cargos e votos. Que vergonha! Vocês são uns vermes mesmo! Devolvam nosso dinheiro, bando de crápulas sem espinha! Bando de comadres, já negociaram a presidência de Marco Maia dentro do acordo do novo Mensalão dos cargos? Vocês são grande sabotadores da nossa democracia de do nosso progresso. Vocês não têm um pingo de decência e não merecem nem serem chamados de congressistas!



Mabel concorrerá à Presidência da Câmara mesmo sem apoio do PR

ANDREA JUBÉ VIANNA - Agência Estado
O deputado Sandro Mabel (PR-GO) lançou na manhã desta terça, 25, a sua candidatura à presidência da Câmara, inviabilizando a estratégia do governo de assegurar a candidatura única do petista Marco Maia (RS) ao comando da Casa. Em entrevista coletiva convocada às pressas, Mabel prometeu apresentar amanhã suas propostas e plano de trabalho para a instituição.




Com o discurso de que pretende trabalhar pela "independência da Câmara" e de que é preciso haver debate sobre a sucessão na Casa - já que Maia, até o momento, era o único postulante ao cargo -, Mabel lança-se na empreitada sem o apoio sequer de seu partido. Na semana passada, o PR formalizou o apoio à candidatura de Marco Maia num jantar organizado pelo deputado Valdemar Costa Neto (PR), uma das lideranças da legenda. Para viabilizar a candidatura, Mabel passou a liderança da bancada ao deputado Lincoln Portela (MG).


Mesmo sem o aval do PR, Mabel afirma contar com o apoio de 130 parlamentares. Ele negou que esteja se lançando candidato para afrontar o Palácio do Planalto. Entre os governistas, os rumores são de que a motivação de Mabel seria a insatisfação com a falta de garantias do governo de que ele seria mantido no cargo de relator da reforma tributária, que deve ser retomada no Congresso.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Faça política!

De vez em quando, eu gosto de incentivar as pessoas a serem mais ativas politicamente.  Um dos maiores problemas no Brasil é que estamos sempre correndo atrás do prejuízo.  Os nossos governantes e políticos, por causa da nossa cultura política, ainda se comportam como no tempo do império: eles se consideram acima do povo, uma classe privilegiada que não deve satisfação a ninguém, uma vez que eles romperam aquela fronteira entre o cidadão comum e uma celebridade política. É como se uma divindade qualquer os tivesse tocado e eles tivessem sido convertidos no povo escolhido.

A forma republicana de fazer política ainda não se tornou realidade. Isso só acontecerá quando eu, você e todos os cidadãos comuns tivermos ocupado nosso lugar na política.  Quer dizer, fazendo parte de um partido com procedimentos democráticos, onde qualquer um de nos poderia aceder ao poder de forma quase que natural.  O dia em que os políticos deste país forem realmente oriundos da sociedade real, e não uma construção mitológica de alguém que não sabe o que é ser trabalhador e contribuinte há décadas, como é o caso do Lula e da esmagadora maioria dos políticos profissionais que formam nossa elite política, teremos alcançado enfim a plenitude democrática.

É preciso afirmar, sem cinismo ou incredulidade, que o político está aqui para nos servir, para nos beneficiar. Ele nos deve respeito, honestidade, lealdade e mesmo amor. Ser político tem de se tornar uma profissão de fé, como um sacerdócio, com generosidade e desvelo no exercício da missão. O político ideal é aquele que sai da política mais materialmente pobre e espiritualmente rico do que quando entrou.

E digo mais, vamos fortalecer o partido dos Democratas, o Brasil está precisando de um partido que carregue as bandeiras conservadoras. Afilie-se, tente influenciar de maneira positiva o partido, torná-lo mais democrático onde possível.

Até lá, ficaremos órfãos da política.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Uma característica dos ditadores bolivarianos: A obsessão com o nível de aprovação

O modus operandi dos esquerdistas golpistas do Foro de São Paulo, Chávez, Lula, Correa, e Morales, para citar alguns, consiste basicamente em aceder ao poder pela via do voto e uma vez lá, consolidado,  partir para o vale tudo da revolução comunista; ou seja, alterar a constituição no sentido de abolir as garantias das liberdades fundamentais e acabar com a obrigatoriedade da alternância de poder.  A grande chave para o sucesso ou o fracasso desta estratégia é o apoio popular que os proto-ditadores necessitam para justificar todas as suas ações. A popularidade é interpretada por esses idiotas como um cheque em branco para acabar com o Estado de Direito. 


Morales troca três ministros e renomeia demais

Do Estado de São Paulo
Horas depois da renúncia de todos os 20 ministros do gabinete do governo da Bolívia, o presidente do país, Evo Morales, renomeou 17 deles e substituiu outros três - o ministro de Energia, o de Produção e o de Meio Ambiente.


Pela manhã de hoje, os ministros enviaram uma carta coletiva a Morales anunciando a renúncia coletiva e afirmando que a atitude tinha como objetivo proporcionar ao presidente a liberdade para escolher seus colaboradores. Várias organizações sindicais haviam sugerido ao presidente uma reformulação no gabinete após a tentativa fracassada de aumentar os preços dos combustíveis em 26 de dezembro.

A medida afetou o nível de aprovação de Morales. Ontem, quando completou o primeiro ano de seu segundo mandato, o presidente tinha o apoio de 36% da população, ante 70% um ano antes. As informações são da Associated Press.

Jaques Wagner, Chavez, Dilmula, Sergio Cabral, Castro : A TURMA DA MORTE

RAUL CASTRO PREPARANDO A MORTE

A MORTE É UM DETALHE PARA ELES



É A MESMA TURMA!


RAUL CASTRO COM JAQUES WAGNER, O MESMO APREÇO PELA VIDA
 Jaques Wagner, Chávez, Dilmula, Sergio Cabral, o que essa turma tem em comum? A resposta é esta: Eles são os responsáveis pela segurança da vida de pessoas que se encontram sob sua jurisdição e completos fracassados nessa área.  Literalmente, sem exagero, centenas de milhares de pessoas morrem assassinadas embaixo de seus narizes.

O primeiro pensamento deles depois de acordar e o último antes de dormir deveria ser este: o primeiro objetivo do meu governo é resguardar a vida das pessoas, pois sem a vida, nada mais importa. A maior parte de suas energias e de seus investimentos teriam que ser destinados a essa finalidade e ponto final. Não que isso dê carta branca para atropelar a constituição e as liberdades essenciais, mas têm de ser uma prioridade absoluta, tratada com obsessão. Infelizmente, a obsessão deles é ficarem no poder, nada mais.

Como eles conseguem se olhar no espelho e dormir com a consciência tranquila só é um mistério para as pessoas que não entenderam a natureza da monstruosidade esquerdista, que considera a vida de um indivíduo como sendo apenas um detalhe na evolução e na construção da sociedade.

Pode acreditar, a sociedade que eles dizem querer construir nunca será alcançada; "o comunismo ainda nunca foi realizado em lugar algum" (nem na ex-União Soviética!), esse é um mantra esquerdista. Dessa maneira, eles se tornam perpetuamente necessários, indispensáveis, com o lugar no poder garantido perpetuamente (já que a sociedade perfeita que os tornaria desnecessários nunca se concretizará). Por isso eles encaram a criminalidade como uma fase normal, temporária e até necessária na evolução da sociedade. Muitos consideram a criminalidade até como um instrumento da revolução. O que eles ignoram é que para as vitimas dessa "fase" o futuro deixou de existir.

Para os assassinados nada mais pode ser feito, é o fim de tudo, da esperança, dos planos, dos amores, da família. Eis aqui mais um mantra esquerdista: O chefe supremo da revolução nunca pode morrer. Trata-se de uma ideologia ignóbil, mesquinha, covarde e completamente hipócrita.

Na próxima vez que por ventura você votar numa dessas figuras, não se esqueça, você pode estar cometendo suicídio em nome do projeto de poder dele ou dela. Mas não se preocupe, eles têm segurança total em seus palácios, carros blindados, seguranças armados, helicópteros...

 

Bahia registra 9,6 mil assassinatos em dois anos

Fonte: Assessoria de imprensa Site do Democratas 25
Em sua página no Twitter, o deputado ACM Neto (DEM) apresentou novos números oficiais sobre a violência na Bahia e responsabilizou o governador Jaques Wagner (PT) pela falta de ação para reduzir a criminalidade. O democrata contou que, em 2010, foram registrados 4.845 assassinatos em todo o estado. Somados aos 4.825 registrados em 2009, nos últimos dois anos a Bahia computou 9.681 assassinatos. “É um número assustador, de guerra mesmo. E o maior culpado é o governador, que não deu prioridade à questão da segurança pública. Os investimentos no setor foram muito baixos e as duas polícias, a Civil e a Militar, penam sem estrutura para combater o crime organizado e o tráfico de drogas”, avaliou o parlamentar.
Neto espera que, no seu segundo mandato, o governador consiga de fato deter a escalada da violência na capital e no interior. “Se eu fosse o governador, eu investia menos em propaganda e mais no aparelhamento das polícias. De nada adianta trocar de secretário se não há uma política forte de investimento no setor e em inteligência”, salientou ACM Neto.


:Entre o "fervor socialista" e os atropelos de Chavez.Parte do Artigo de Fernando Gabeira em o ESTADO DE SÃO PAULO entitulado

...  A Venezuela, com 27 milhões de habitantes, registrou 18 mil assassinatos, dos quais apenas 3% foram resolvidos. A questão da segurança aqui é mais sensível do que no Rio. Não só há portas e trancas por toda parte, como muito medo. Quando resolvi usar uma câmera grande, porque me deslocava de táxi, o motorista ficou assustado com os motociclistas que se aproximavam. Nos primeiros metros, ele fechou o vidro e jogou um jornal no meu colo, para cobrir a câmera. Ao caminhar pelo Capitólio com a compacta, algumas pessoas me olhavam como se fosse um toureiro entrando na arena. Em que momento viria o primeiro golpe?
Há muitas interpretações para o descaso do governo Chávez com a segurança. Uma delas é a clássica definição da esquerda de que se trata de um problema social. Outros mais sofisticados, como um técnico em geologia com quem conversei, aponta o desprezo como uma deliberada política de Estado. Chávez, argumenta ele, quer manter as pessoas em casa: quanto menos circulação da classe média, menos chance de a oposição se articular.
Mas a verdade é que a insegurança fortaleceu, eleitoralmente, a oposição. Outros fatores impulsionaram seu crescimento. Os grandes erros do passado recente parecem ter ficado para trás. Foram decisivos para o crescimento de Chávez. Primeiro, a condenável tentativa de golpe, em 2002. Em seguida, a desastrada decisão de boicotar as eleições em 2005.   ...





sábado, 22 de janeiro de 2011

Democracia em ação. Ou: Fazendo a coisa certa

PARA QUE VOS PAGAMOS E VOS ELEGEMOS?


José Serra recebeu quarenta e quatro milhões de votos. Isso significa que a oposição os recebeu. Ora bolas, cabe perguntar: onde está a oposição? Talvez os agentes da nossa jovem democracia não tenham entendido ainda que a oposição faz parte de um governo democrático.

Ela ajuda a corrigir os erros e defeitos da situação. Ela exerce uma função de monitoramento e avalia constantemente as ações do executivo à luz da constituição.  Não se trata de comparar a oposição com um simples juiz de futebol, pois suas responsabilidades são infinitamente mais complexas e importantes. Igualmente, sua omissão é proporcionalmente, tremendamente, mais grave.

O que Lula e o PT não entenderam é que a tentativa de extirpar a oposição da política é um crime contra a democracia.  É nesse ponto precisamente que, no que se refere aos apedeutas do PT e seus asseclas, a falta de estudo e entendimento da história da democracia mostra sua cara fatal.  É exigir demais para as cabecinhas revolucionárias entenderem a importância e o beneficio da existência de uma oposição.  Quando nas suas cabeças, só existem cenas de paredão em cuba e reuniões do Soviét Supremo, a coexistência democrática se torna realmente incompatível com sua visão de poder.

Nesse sentido, Lula é um criminoso porque usou o peso, prestigio e poder da presidência para distorcer as disputas eleitorais para o Congresso Nacional nos estados, pessoalmente impedindo vários deputados e senadores da oposição de se reelegerem. Ele deveria estar cumprindo pena de prisão neste momento. Mas nossa democracia ainda é jovem...

Mas voltando à questão da oposição, seu aspecto mais notável neste começo de governo Dilma é sua ausência. É compreensível e louvável que não queiram fazer o tipo de oposição destrutiva e kamikaze que o PT fazia, do quanto pior para o Brasil, melhor para o PT, por ter o que usar como armas eleitorais. Certamente, deve-se evitar esse tipo de oposição odiosa, maligna e infantil que o PT fazia quando era oposição. Mas porque o oito ou oitenta? Precisa sumir do noticiário para se dizer responsável? Parece mais como preguiça.

Temos em dois meses de governo Dilmula, deficiências claras que precisam ser corrigidas: falta de procedimento para desastres ambientais, novo mensalão usando cargos como moeda, rombo de quinhentos milhões na FUNASA, falhas no programa "minha casa minha vida", e por aí vai...

A voz solitária de José Serra serve como alívio para os que acreditam na democracia e de alerta para a oposição preguiçosa e sonolenta: ACCORDEM, MILHOES DE ELEITORES EXIGEM UM OPOSIÇÃO VIGOROSA A ESTA VERGONHA QUE ESTÁ AÍ, COLOCADA POR UM MEGLÓMANO QUE ACREDITA QUE É A "ENCARNAÇÃO DO POVO" E QUE NA VENEZUELA TEM "DEMOCRACIA ATÉ DEMAIS"!

Por enquanto José Serra aparece como o candidato natural da oposição, viu Aécio? E os Democratas, único partido de direita viável que resta? Esses ainda não saíram da UTI...

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

21/01/2011 - 19h54
Serra visita o Paraná, critica Lula e fala em 'desenvolver' a oposição

Folha de São Paulo
JEAN-PHILIP STRUCK
DE CURITIBA
Derrotado na disputa presidencial em 2010, o ex-governador José Serra (PSDB) voltou a afirmar hoje em Curitiba que a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) foram "destruídas" no governo Lula (2003-2010).
"Elas estão em situação péssima porque o governo anterior destruiu essas instituições. São instituições que andaram para trás no governo Lula-Dilma [Rousseff]. Não é essa coisa de que de repente veio uma herança não sei de onde. Infelizmente, o Brasil e o mundo não podem ser governados virtualmente, com anúncios, falas, espetáculos, que não provoquem mudanças reais."
Anteontem, Serra já havia feito declarações semelhantes por meio do microblog Twitter.
Serra também afirmou que é muito cedo para fazer uma avaliação do governo Dilma. "A única medida de significado foi o aumento dos juros. O resto é muito pouco para se avaliar", disse.
As declarações foram feitas durante uma visita à sede nacional da Pastoral da Criança, na capital paranaense.
Serra estava acompanhado do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que assumiu o cargo em 1º de janeiro. Serra afirmou que a visita a Curitiba foi apenas um gesto de agradecimento ao Paraná, onde venceu Dilma Rousseff nos dois turnos.
O tucano também disse que uma eventual candidatura sua para a presidência do PSDB não é um assunto "que esteja colocado" e que não está "preocupado com presidência ou não presidência".
Ele afirmou que sua preocupação é fortalecer o partido e "recriá-lo nos Estados em que ele não existe ou é muito fraco" e desenvolver um trabalho de oposição.

A estupidez que sabota o Brasil

A CLT e o marxismo...
... causam desemprego porque encarecem a mão de obra e dificultam muito a cobrança de resultados, por isso o patrão evita contratar.


Ontem, li que a Maria Bethânia foi duramente criticada por ter reclamado, via Twitter, da proverbial preguiça dos Baianos. Tratou-se de um técnico de ar-condicionado que simplesmente se recusou a fazer seu trabalho.  Daí, a patrulha do politicamente correto interveio, acusando-a de racista e outras besteiras. 

Esse debate babaca esconde na verdade um problema seríssimo que existe no Brasil, o fato de que está ficando cada vez mais difícil exigir um trabalho bem feito daquele que é encarregado de fazê-lo.  Por causa dessa praga do marxismo e do populismo imbecil da CLT do ditador Vargas, cada vez que o patrão ou o cliente exige que o trabalhador efetue seu trabalho com eficiência, o trabalhador já vem com esse papo caloteiro de exploração do pobre trabalhador oprimido, daí já aparecem mil ONGS e advogados trabalhistas para ajudá-lo a processar esse empregador demoníaco que, na realidade, só queria ver o retorno do seu investimento quando decidiu optar pelo serviço; querendo apenas o resultado que foi prometido pelo trabalhador! 

Não ouso nem imaginar a perda de competividade de uma economia onde o patrão fica proibido de exigir resultados de seus funcionários. Sem contar que essa situação coloca em mais desvantagem ainda as pequenas e micro empresas que possuem meios limitados para se proteger da exposição legal e consequentemente financeira na hora de contratar alguém.

Por essas e por outras é que não resta dúvida que o marxismo é a maior praga a afetar o desenvolvimento da economia brasileira no que se refere à qualidade de nossos produtos e serviços.

Cantora Gal Costa é criticada no Twitter após falar mal de baianos

FOLHA ONLINE

A cantora baiana Gal Costa foi alvo de críticas nesta quarta-feira no Twitter, após falar mal da preguiça de seus conterrâneos no microblog.
"Como na Bahia as pessoas são preguiçosas! Técnico do ar-condicionado não pode terminar o trabalho por que está com dor de cabeça. Essa é a Bahia!", escreveu a cantora no Twitter.
Após receber críticas de um seguidor, Gal Costa reagiu: "Não é racismo, meu filho, é realidade!"
Em seguida, a cantora se despediu dos fãs no microblog e encerrou o assunto.
"Gente, chega! Acabou o assunto da preguiça. Não se pode falar nada aqui que tudo vira polemica. Sou baiana e falo por que posso. Vou sair. Tchau."

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Um juiz que honra a toga e o Brasil

ISSO É QUE FAZ O BRASIL SER UM PAÍS DE TODOS.
OBRIGADO Meritíssimo Senhor Juiz João Alexandre Sanches Bagatelo.

É importante parabenizar e incentivar juízes com o juiz João Alexandre Sanches Bagatelo. Infelizmente, essa clareza de espírito e disciplina básica na defesa da lei, da ordem e da constituição são raras no Brasil. É por isso que temos a criminalidade que temos, travestida ou não em movimento social. É um fator de enorme responsabilidade da manutenção do Brasil no âmbito dos países subdesenvolvidos e do terceiro mundo, onde reina o caos e a imprevisibilidade que geram miséria e dificultam a prosperidade, a qualidade de vida, a segurança, a civilidade e a paz social. 

O MST, por ser uma organização criminosa de cunho marxista, não busca a paz social, busca a confrontação. Trata-se de um movimento regado a sangue; a maior frustração deles é a falta de um novo massacre do Eldorado dos Carajás, muito útil para a promoção da falsa imagem de um grupo oprimido que luta para obter justiça, quando eles são na verdade um grupo de proto-ditadores que acreditam que o caminho para o poder é esse ai, a baderna, o caos, a subversão da lei e da ordem e do Estado de direito, o único regime no mundo que garante um mínimo de igualdade entres os cidadãos de uma republica.

Eles não querem igualdade, eles querem ditar, ditar, ditar. E se for necessário produzir alguns cadáveres para isso, que seja! Mas podem acreditar, você nunca encontrará um Stedile ou um José Rainha na lista de mortos em confronto, isso nunca! Esses monstros só servem para colocar a vida de oportunistas e manipulados na linha de frente.

Contra as injustiças sociais criadas pelos ladrões do campo, a justiça social das nossas leis democraticamente concebidas. Obrigado Meritíssimo Senhor Juiz .

Juiz proíbe MST de acampar em áreas e rodovias públicas

José Maria Tomazela - O Estado de S.Paulo
O juiz João Alexandre Sanches Batagelo, da Vara Cível de Bilac, no oeste paulista, proibiu o Movimento dos Sem-Terra (MST) de montar acampamentos em rodovias, estradas, acessos e outras áreas públicas do município, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. A decisão inédita, dada na terça-feira, em ação movida pela prefeitura de Piacatu, obrigou o MST de José Rainha Júnior a desmontar às pressas, ontem, quatro acampamentos nas duas cidades. Os acampamentos fazem parte do chamado "janeiro quente" - jornada de invasões do movimento prevista para o mês. Militantes que estavam acampados na frente das fazendas Califórnia e Santo Anastácio, em Gabriel Monteiro, e Santo Antonio e São Bento, em Bilac, deslocaram-se para a região de Tupã.

Na decisão, o juiz argumenta que a medida destina-se à "manutenção dos autores (prefeituras) na posse das estradas municipais, pavimentadas ou não, acessos públicos e qualquer outra área pública rural ou urbana".

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O PMDB traído. Ou: A democracia respira

Na política, onde tudo é opaco para quem está de fora e as análises mediáticas objetivas e imparciais são raras, um dos poucos recursos que dispõe aquele que tenta tirar sentido dos fatos e acontecimentos noticiados é a seguinte pergunta: a quem interessa isso?

Isso não significa que as consequências dos fatos políticos estão subordinadas a um ente manipulador terreno e omnipresente.

Entretanto, um movimento político pode sim estabelecer prioridades absolutas em nome das quais nenhum sacrifício é grande demais. Foi o caso da eleição de Dilma, por exemplo, onde o PT e Lula sacrificaram qualquer pudor ideológico, histórico ou programático para este fim (aliança com a ala mais feudal do PMDB representada por pessoas como Sarney, Collor, Renan Calheiros, e a utilização criminosa da maquina do Estado, sindicatos e ”movimentos sociais” e do dinheiro público na campanha presidencial fraudulenta de 2010). Não se pode esquecer-se da façanha de Lula de se passar pela "encarnação do povo" enquanto deputados petistas do maranhão faziam greve de fome dentro do congresso nacional.

Essa habilidade política que consagrou Lula agora faz falta à Dilma. Com isso, veremos provavelmente um Congresso mais livre das rédeas de um executivo menos hábil para a manipulação.

 Neste cenário, é improvável que os radicais consigam passar as mudanças constitucionais radicais e liberticidas que uma bancada governista unida poderia passar no congresso, já que eles são a maioria esmagadora. A liberdade de imprensa respira, o direito a propriedade respira, a democracia respira.

 

O que queremos entre o PMDB e o PT? BRIGA! BRIGA!

 

Governo ignora trégua com o PMDB e mexe em 208 cargos do segundo escalão

Levantamento feito pelo ‘Estado’ revela que do dia 5, quando a presidente Dilma Rousseff anunciou que estariam suspensas as nomeações de cargos para evitar conflitos entre petistas e peemedebistas, até terça, a média foi de 23 nomeações por dia

18 de janeiro de 2011 | 23h 01
João Domingos, de O Estado de S.Paulo
BRASÍLIA - A ordem da presidente Dilma Rousseff para que fossem suspensas as nomeações para o segundo escalão até fevereiro - uma forma de evitar novas brigas entre o PT e o PMDB por causa do domínio dos cargos - não virou lei nem dentro do Palácio do Planalto. Todos os dias o Diário Oficial da União traz novas nomeações para esses cargos, assinadas por uma única pessoa: o ministro Antonio Palocci, da Casa Civil, que despacha em um gabinete no quarto andar do Palácio.
Do dia 5, quando passou a valer a ordem de Dilma Rousseff, até ontem, Palocci assinou 208 nomeações e exonerações para cargos do segundo escalão, o que dá uma média de 23 por dia.
De acordo com o levantamento feito pelo Estado, boa parte dessas nomeações atende aos ministérios comandados pelo PT, como Comunicações e Saúde, que já foram do PMDB e agora se transformaram no ponto principal da discórdia dos dois partidos que comandam o Poder Executivo.
Origem
Foi por causa das nomeações do petista Helvécio Miranda Magalhães Jr. para a Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), do Ministério da Saúde e de Mário Moysés para a presidência da Embratur que o PMDB ameaçou ir à guerra contra o PT.
Para pôr Helvécio Miranda na SAS, o PT desalojou de lá Alberto Beltrame, um protegido do PMDB. Essa secretaria conta com R$ 45 bilhões para gastar nesse ano, principalmente em repasses para o Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se de uma poderosa máquina geradora de votos para o partido que a comanda, pois o SUS está presente em todo o País.
Quanto à nomeação de Mário Moysés para a Embratur, esta também ajudou a incendiar a já conturbada relação entre PT e PMDB. Acontece que Moysés é ligado ao PT. Mas Antonio Palocci perguntou ao líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), se ele poderia transferi-lo da secretaria executiva do Ministério do Turismo - entregue aos peemedebistas - para a Embratur. Henrique Alves concordou. Logo depois, veio a demissão de Beltrame.
Traição
O PMDB acusou Palocci de traição. Henrique Alves bateu boca com o novo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Foi quando as relações entre os dois partidos entraram na fase crítica que levou a presidente Dilma a anunciar a suspensão das nomeações - o que acabou ficando só nas intenções.
Depois de uma breve pausa para que todos fizessem as pazes, com reuniões entre a presidente Dilma, Palocci, o vice-presidente Michel Temer e o líder Henrique Eduardo Alves, as nomeações ficaram suspensas por pouco tempo. A ideia de suspender definições para o segundo escalão partiu do próprio Temer, como forma de conter insatisfações do PMDB e evitar que o partido pudesse retaliar o governo em votações no Congresso.
O centro das preocupações do Planalto era que o mal-estar pudesse afetar a votação das presidências da Câmara e do Senado.
Inicialmente, após o acerto, o Diário Oficial só publicou nomeações negociadas entre as duas siglas. Mas, com as nomeações feitas para o Ministério da Integração Nacional, em que integrantes do PSB varreram peemedebistas deixados lá pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, o PMDB voltou a reagir.
Trégua
Coube então ao ministro Antonio Palocci começar a nomear os indicados pelo PMDB, mais uma forma de aplacar a ira do partido.
Nesta quarta-feira mesmo deverá tomar posse na presidência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) Mauro Hauschild, indicado pela ala do PMDB liderada pelo presidente do Senado, José Sarney (AP) e pelo líder do partido no Senado, Renan Calheiros (AL).
O cargo era dominado pelo PT, que comandava o setor desde a primeira posse de Luiz Inácio Lula da Silva, em janeiro de 2003.
A Previdência sempre entrou na cota dos ministérios estratégicos do PT. Mas, com Dilma, acabou sendo entregue ao PMDB, numa tentativa de compensar as perdas nas pastas das Comunicações e da Saúde.
A nomeação de Hauschild foi assinada no dia 14 por Palocci. O posto de presidente do INSS é um dos mais cobiçados e está na cota do PMDB, que passou a ter o domínio do Ministério da Previdência Social, ao qual a autarquia é subordinada.
O novo ministro da Previdência, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), utilizou a cerimônia de transmissão do cargo para qualificar o ministério de "um abacaxi".
Junto com Hauschild, Palocci nomeou Jaime Mariz de Faria Jr e Rogério Nagamine Costanzi para cargos na Previdência Complementar e no Regime Geral de Previdência. Neste mesmo dia foi publicada a exoneração, assinada também pelo ministro Palocci, de Murilo Francisco Barella e João Donadon, ambos ligados ao PT.



terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Biografia resumida do Lula


Ele sempre soube o que quer


ATÉ HOJE....






 

Os Democratas lutam há dois anos pela prevenção de desastres, com eles no poder, vidas seriam salvas!

Se fosse agir como petralha, chamaria a presidanta de Dilmalagada!

Governo peca na prevenção de desastres, diz Bornhausen

Do site do Democratas
A maior tragédia climática na história do país expõe a falta de políticas de prevenção de desastres por parte do Governo Federal. Enquanto a presidente Dilma Rousseff culpa a ocupação irregular do solo, a oposição reforça a importância da atuação preventiva. “O Governo peca na prevenção de desastres”, aponta o líder do Democratas na Câmara, deputado federal Paulo Bornhausen (SC). A prevenção é uma das bandeiras do partido desde o desastre climático que assolou Santa Catarina em 2008.


“Há dois anos lutamos por medidas de prevenção e pela desburocratização para a liberação de recursos para o atendimento a municípios atingidos”, lembra Bornhausen, “mas só no final de 2010 conseguimos uma vitória importante com a emenda à Medida Provisória 494/2010”. Assinada pelo deputado Guilherme Campos (DEM-SP), a emenda, que reproduz parte do projeto de lei 4955/2009, autoria de Bornhausen, foi transformada na Lei 12.340/2010, em dezembro passado.


A nova lei reduz para apenas dois os documentos necessários para a transferência de recursos emergenciais e determina ao Ministério da Integração Nacional a verificação sumária das características do estado de calamidade pública ou situação de emergência, com a posterior liberação dos recursos. “O tempo sempre é um fator crucial em casos de calamidade”, afirma Bornhausen.


Aprovada a desburocratização para a liberação de verbas emergenciais, Bornhausen volta-se para à prevenção. “Aprendemos com a tragédia em Santa Catarina que temos que usar a prevenção, a capacitação dos agentes e o fortalecimento Defesa Civil para enfrentarmos os desastres, pois, se não podemos evitá-los, ao menos temos que nos esforçar para reduzir os seus efeitos e salvar vidas”, avaliou.
O líder do DEM apoia duas propostas em tramitação na Câmara, ambas de autoria do deputado Acélio Casagrande (PMDB/SC). Uma delas, o projeto de lei 4971/2009, cria o Fundo Nacional de Defesa Civil (Fundec), como forma de estruturar os recursos para o setor, a fim de retirar o caráter político e discricionário da sua distribuição. A segunda é a proposta de emenda constitucional 355/2009, que cria a carreira de estado da Defesa Civil

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Uma aberração chamada MST e sua Rainha

ABAIXO A DITADURA DE STEDILE!

 

 

 

 











ABAIXO A DITADURA DE JOSÉ RAINHA!



Você tem uma desavença com alguém?  Invada sua casa! A loja te vendeu um produto defeituoso ou você não está satisfeito com seus preços? Invada a loja, quebre tudo, leve alguma coisa para casa! Você está cansado de ficar a pé? Invada um carro, um ônibus, pegue, é seu!
Uma das características principais de países que funcionam é a existência, nesses países, de um sistema jurídico e político que permite aos cidadãos a resolução pacifica, ordenada e justa de seus problemas.  A política é sensível ás reivindicações da população, chega-se a um consenso no parlamento que manifesta esse consenso na forma de leis; as leis são colocadas em prática pelo executivo, supervisionado pelo poder judiciário. Tudo ponderado, todas as partes envolvidas escutadas, levadas em consideração, os direitos de cada um respeitado, ninguém é atropelado, não há violência, apenas justiça.

Qualquer pessoa o organização que aja fora desse parâmetro está contribuindo com o aumento de injustiças, arbitrariedades, o retrocesso na construção de uma cidadania justa.

Um regime onde indivíduos, agindo acima da lei, impondo sua vontade pela força e violência tem um nome: DITADURA! O chefe desse regime também tem um nome: DITADOR!

Todos nós temos reclamações, reivindicações. Os que tentam resolver as coisas pela forma legal, ou seja, democrática tem um nome: CIDADÃO. Os que fazem sua justiça pelas próprias mãos: SALAFRÁRIOS, PATIFES. Destruidores da democracia e do Estado de Direito, o único regime que garante um mínimo de igualdade entre os cidadãos. Se o nosso Estado de Direito está imperfeito, com defeitos, ao invés de contribuir para melhorar a situação, estes imbecis contribuem para sua deterioração, cujo resultado será mais injustiça no presente e no futuro. E que não venham com histórias tristes, isso não dá o direito de criar mais histórias tristes ainda!

 

'Estado' flagra invasão do MST no Pontal

Em 16 veículos, sem-terra invadem fazenda Guarani, em Presidente Bernardes; no total, 34 propriedades foram ocupadas só em janeiro

Estado de São Paulo
16 de janeiro de 2011 | 14h 57
José Maria Tomazela, enviado especial a Presidente Bernardes (SP)

O capataz Carlos Eduardo dos Santos, de 30 anos, estava no curral ordenhando uma vaca girolanda quando avistou o comboio de carros, motos e kombis avançando pasto adentro, às 7h50 deste domingo,, em Presidente Bernardes, no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado de São Paulo. Ao ver as bandeiras vermelhas içadas sobre os carros, interrompeu o serviço, pegou o balde de leite e gritou para a esposa: "Bem, ligue para o patrão e avise que o MST está aí de novo."
A fazenda Guarani, é uma das 31 propriedades rurais invadidas ou bloqueadas por acampamentos na região durante o final de semana pelo grupo do Movimento dos Sem-Terra (MST) liderado por José Rainha Júnior. Em todo o "janeiro quente", a jornada do movimento para cobrar a reforma agrária invadiu 34 áreas e três repartições públicas.
A reportagem flagrou a invasão da Guarani. O comboio com 16 veículos - carros, motos e peruas - e 50 pessoas partiu do acampamento Zé Maria, pegou a SP-563 e se deslocou até a porteira da propriedade. Os sem-terra arrebentaram o cadeado para abrir o portão. Dois quilômetros à frente, sob algumas árvores, o comboio parou e tudo o que havia dentro e sobre os carros - bambus, arames, lonas, colchões, panelas, garrafas PET e até barracas de montar - foi posto sobre o capim. Um grupo muniu-se de enxadões e cavadeiras e começou a montar os barracos. Outro improvisou um fogão para preparar a comida. O gado, assustado, correu para o outro lado do pasto.
O coordenador Cícero Bezerra de Lima começou a distribuir tarefas. Ele disse que a fazenda tem cerca de 500 hectares e já foi considerada devoluta pela Justiça. "Está em processo de desapropriação, mas a demora é grande. Dá para assentar umas 30 famílias aqui." O sem-terra Hélio de Souza, de 60 anos, e sua mulher Maurize, de 58, erguiam o seu barraco de lona preta sobre uma estrutura de bambus. Ele contou que o casal vive em acampamentos desde março de 2003. "A gente não conseguia mais pagar aluguel."
As irmãs Elisângela Júlio dos Santos, de 27 anos, e Juliana, de 21, foram incumbidas de vigiar a porteira. Uma inovação, já que a tarefa é usualmente confiada a homens de aparência truculenta. "É a vez das mulheres, não vê a Dilma presidente?", justificou Juliana, sem-terra que já fez curso de modelo.
Elisângela conta que os pais são assentados ali perto, no assentamento São Jorge, há 14 anos. Na mesma casa, além do casal, moram seis filhos adultos e oito crianças. "Quatro são meus filhos e agora estamos lutando para termos o nosso cantinho."
Duas viaturas da Polícia Militar chegaram uma hora depois da invasão. Os policiais anotaram as placas dos veículos e pediram os documentos dos invasores, mas ninguém entregou, alegando que não os portavam. Os nomes que forneceram foram anotados.
O capataz disse que, para o dono da fazenda, Nilson Rigas Vitalle, já tinha virado rotina registrar boletim de ocorrência e entrar na Justiça com pedido de reintegração de posse. "Estou aqui há 11 anos e perdi a conta de quantas invasões foram, sei que mais de dez." Mesmo assim, fazenda continua produtiva, segundo ele. "São 800 bois em engorda." Santos disse que, em algumas ocasiões, os sem-terra foram violentos e fizeram estrago, mas não quis dar detalhes. "À noite, quem fica aqui com eles sou eu e minha família."
Rainha disse ter mobilizado mais de 5.000 pessoas para a onda de invasões. Pela sua contabilidade, em oito das 31 áreas, os sem-terra acamparam do lado de fora, sem consumar a invasão. Foi o que ocorreu na vicinal de acesso à usina Alcídia, do grupo ETH, em Teodoro Sampaio.
Era ali que as amigas Rosineide do Espírito Santo, de 40 anos, e Cláudia Rodrigues Oliveira, de 35, iniciavam sua vida de sem-terra. As duas trabalham como faxineiras na cidade e diaristas no campo e querem um lote para melhorar de vida. "Depois que foi assentada, minha irmã passou a ter tanta fartura que até tem condições de hospedar um parente que chega", disse Rosineide, exibindo uma camisa com o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Eu votei na (Dilma) Rousseff", disse, sobre a nova presidente.
Para o presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antonio Nabhan Garcia, os números divulgados pelo MST estão superfaturados. "Tem fazenda que eles disseram ter invadido, mas o dono me disse que ninguém entrou, nem está acampado." Para Rainha, há casos em que o proprietário demora a ficar sabendo da invasão. "Muitos estão na praia, de férias."
A Polícia Militar não tinha, até a tarde deste domingo, 16, dados sobre todas as ações. No Pontal e na Alta Paulista, os comandos regionais contabilizavam 12 invasões, mas o levantamento na região de Araçatuba deve ser divulgado hoje. As primeiras reintegrações de posse para a retirada dos invasores foram dadas ontem para donos de fazendas em Monte Castelo, Rinópolis, Iacri e Tupã, na Alta Paulista. Rainha disse que os sem-terra vão cumprir as ordens judiciais.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Mais uma tragédia e a vida continua para alguns


O importante é parecer preocupado



Este já é um protocolo macabro. As pessoas sofrem     uma tragédia e políticos, cujo trabalho era de prevenir  mortes, aparecem só depois das mortes e caminham    sobre os cadáveres daqueles que prometeram               proteger.  Colocam umas caras de preocupados,          prometem dinheiro e em seguida voltam para seus        palácios, à espera da próxima tragédia. Que os              fantasmas das vítimas da região serrana do Rio             de Janeiro, da incompetência de seus governos, que    vocês chamam "do povo", vos persigam e vos               amaldiçoem seus monstros irresponsáveis!              

  


quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Blog parado por três dias.


Este blogueiro, por causa de compromissos, não publicará postagens nos próximos três dias. Continuarei a fazer a oposição nossa de cada dia, em nome da liberdade, da decência, da honestidade e da constituição, só que um pouco mais nas ruas.
Até logo!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O toma lá, dá cá da abjeção


CARGOS NA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL: A NOVA MOEDA DO NOVO MENSALÃO


A política brasileira padece de um estado de excessiva baixeza moral. A natureza do mal é que ele termina a consumir não somente as vítimas, mas também aqueles que o praticam. No caso do governo federal, a abjeção está chegando a níveis aparentemente apocalípticos. O artigo abaixo usa o termo "butim" para significar os orçamentos ligados a seiscentos cargos que são o objeto de uma briga política travada entre os dois grandes vencedores da disputa presidencial de 2010, o PT e o PMDB. Esse é o valor que nosso dinheiro adquiriu quando ele foi tomado de nossos bolsos, carteiras, conta bancaria. Aquele dinheiro que poderíamos estar usando para realizar nossos desejos de felicidade, proporcionar segurança e conforto para nossas famílias, virou butim, não se trata mais de roubo, virou pilhagem. Os políticos brasileiros fizeram um extraordinário trabalho no sentido de alienar o contribuinte de sua contribuição e do processo político. Mais do que nunca, a raposa está cuidando do galinheiro.

Em 2003, Lula e o PT se elegeram com a promessa de mudar tudo que está aí, oito anos depois, o povo brasileiro, atordoado, iludido, baixa a cabeça, fecha os olhos e tenta digerir a maior decepção que já teve, que o PT significaria uma profunda mudança na nossa cultura política. Só não acreditavam, e com razão, os poucos estudiosos do marxismo, pois eles já entediam que o marxismo em si já é moralmente falido. 

Chico Buarque de Holanda hoje já não canta mais contra, só canta a favor, mas a coisa aqui continua preta.

E para nos, aqui, no andar de baixo da consideração política, no final da cadeia alimentar do Lulopetismo, o trabalhador que carrega a vagabundagem nas costas, escravos que nós somos, só nos resta rezar para que o fogo desse mal se consuma o mais rápido possível. Eu sinceramente rezo para que o PT e o PMDB nunca consigam se entender porque isso significa menos estragos para nos contribuintes sem armas, o crime desorganizado é menos danoso.

José Serra tinha proposto uma forma de governar sem loteamento. O Brasil perdeu uma oportunidade com a derrota dele, a derrota de um Brasil mais decente.


Agência Estado - 09/01/2011 - 09:17
Guerra por segundo escalão envolve cerca de 600 cargos

A disputa entre os partidos aliados da presidente Dilma Rousseff para manter os postos que já têm no segundo escalão ou abocanhar novos cargos visa o controle de 102 empresas estatais, sendo 84 no setor produtivo e 18 no setor financeiro.

Destas, 66 do setor produtivo e sete do setor financeiro dispõem de R$ 107,54 bilhões para investimentos só neste ano. Ao todo, estão em disputa cerca de 600 cargos. PT e PMDB estão no centro da disputa pelo controle das estatais. É provável que a maioria seja mantida, pela continuidade do governo.

Batalha para os próximos meses
Trata-se de um butim bilionário capaz de levar os partidos a uma batalha política pelos próximos meses, apesar dos apelos de paz feitos pela presidente da República e da suspensão de novas nomeações para o segundo escalão até que sejam feitas as eleições para as Mesas Diretoras da Câmara e do Senado.
A guerra compreende também postos estratégicos em ministérios e órgãos, como os Correios, que o PMDB perdeu para o PT.

Na Saúde, a disputa pela Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) deu origem à guerra do segundo escalão. Embora os R$ 45 bilhões dessa secretaria não estejam carimbados para investimentos - são repasses ao SUS -, o partido que ocupa o posto tem grande visibilidade no País, o que se traduz em votos.